Para todos que desejam entender mais sobre as motos ! no twitter: twitter.com/BiagioFerrari
.Bloagadas e mais blogadas...

. Origem do sistema Desmodr...

.Baú do Blog

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

Terça-feira, 21 de Julho de 2009
Origem do sistema Desmodrômico

Texto: Biagio Ferrari
Fotos: Ducati

A palavra “desmodrômico” é derivada de “desmos” (controlado, ligados) e “dromos” (caminho, curso, trilha). Em motos, este sistema de controle é utilizado em motores da marca italiana Ducati, ambos os movimentos da válvula (abertura e fechamento) “são controlados”.
Faleceu, em julho de 2001, o engenheiro Fabio Taglioni, responsável pelo projeto do sistema desmodrômico a fabrica de motocicletas Ducati, sua criação é exclusividade da marca italiana. A Ducati utiliza este sistema desmodrômico desde 1956.


Introdução
Antes de entendermos o funcionamento do sistema desmodrômico, é necessário compreendermos a função das válvulas de admissão e escape nos motores.
As válvulas são responsáveis por permitirem a entrada de mistura ar-combustível e de sua exaustão, além de que devem realizar a vedação quanto o pistão comprime a mistura. Este sistema geralmente é acionado através de um eixo câmes ou através de balancins e utiliza molas responsáveis pelo retorno e conseqüentemente seu fechamento.
Para um melhor rendimento do motor, os sistemas tradicionais de acionamento de válvulas, deveriam utilizar uma mola mais rígida, porém, quanto mais rígida maior será o esforço para acionar a válvula -  isto representa perda de energia do motor. Caso esta mola seja um tanto mais “macia”, o esforço de acionamento será baixo, porém seu retorno será ineficiente, o que ocasionará em “flutuação das válvulas”, em outras palavras, escapará indevidamente mistura para fora da câmara de combustão e esta não será aproveitada. Todos estes problemas são resolvidos por um sistema desmodrômico.

 
   

O funcionamento do comando Desmodrômico
O eixo de comando é composto por ressaltos que entram diretamente em contato com dois balancins, isto mesmo, são dois por válvula, um para abrir e outro para fechar a válvula, diferente do sistema tradicional onde apenas controlamos o movimento de abertura das válvulas.
O fato de controlarmos o movimento de retorno da válvula, possibilita o estabelecimento do instante exato de seu fechamento e garantir que isto realmente ocorra, melhorando a sua vedação e evitando a flutuação de válvulas, esta evolução tecnológica é observada significantemente em ganho de potência, ou, em minha opinião, em menos perda de rendimento.

 

 

Glossário:

Balancim: componente mecânico, tipo braço, que oscila sobre um eixo.
Eixo câmes (excêntrico): eixo com ressalto que desloca os balancins.
Válvula de admissão: componente mecânico responsável pela entrada de nova  mistura ar-combustível; uma vez fechada, deve impedir a passagem de fluídos.
Válvula de escape: componente mecânico responsável pela exaustão dos gases resultado da combustão.
Flutuação de válvula: A válvula não retorna no tempo certo dando oportunidade dos fluidos escaparem e até mesmo de permitir uma batida com o pistão, empenando-a.
Bibliografia: http://www.ducati.com/bikes/techcafe.jhtml?artID=2&detail=article&part=technical

publicado por Biagio Ferrari às 15:16
link do post | comentar | favorito
.Este sou eu !
.pesquisar
 
.Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.links